Ascensão

CÉLULAS E ALMAS

celulasealma1
Dhy Stellar
Postado por Dhy Stellar

Resultado de imagem para imagens de viver plenamente feliz

Por Ann Albers 30 setembro 2017

 

No final da noite, ao longo de um jantar de salmão gratinado com ervas, comecei a ler o livro de Bruce Lipton “The Biology of Belief”. Este livro foi publicado há mais de dez anos, mas, com um timing atualíssimo. As velas cintilavam na mesa. A musica de Robin Miller’s, “Dreams of Heaven”, tocava suavemente ao fundo.

Ali, no meu pequeno paraíso, cheguei a uma apreciação inteiramente nova do milagre que é viver dentro do meu próprio corpo. Eu me apaixonei pelas minhas células.

Se as células fossem almas, mais tarde aprendi que cada um de nós albergaria pelo menos a população de 4.000 Terras! 30 trilhões de células é uma estimativa conservadora. Muitos estão dizendo que temos mais agora. Cada uma é como uma pequena pessoa. Tem uma “pele”. Ele digere, excreta e metaboliza. Ele se reproduz. Ele se move para perto do que se alimenta e para longe do que não. Soa familiar? A única coisa que as células não fazem é fazer escolhas não saudáveis ou aguentar o sofrimento! Elas estão programadas para se manterem vivas e bem. Nós, por outro lado, temos livre arbítrio.

Eu me maravilhei com os reinos dentro de nosso próprio corpo! O reino dos pulmões absorve o ar, o envia para o reino da circulação, o que o leva a vitalizar cada célula e a liberar o que não é útil. O reino da digestão leva ao mundo exterior, filtra o que é útil e descarta o que não é. O reino da nossa pele absorve o que é útil e filtra o que não é. Como acima, então abaixo. Cada sistema do corpo está aberto à vida, mas projetado para permitir que ele possa ser usado para ser saudável e filtrar o que não serve.

Nós também somos assim. Nós somos projetados, não para nos fecharmos à vida, às pessoas e às ideologias, mas sim para permanecer abertos a todos os itens acima e simplesmente discernir ou filtrar o que não nos serve.

Fecharmo-nos à vida dói. Eu fiz isso. Toda vez que me desliguei, recheei meus sentimentos, queria cair e fechar, criei doenças. Quando eu respiro a vida, me permite ter meus próprios sentimentos, e simplesmente discernir/filtrar ou soltar o que não funciona, então eu me sinto fantástica.

Nós não ficamos saudáveis, fechando-nos à vida e um ao outro. Nós ficamos saudáveis e felizes por saber que somos suficientes para discernir e filtrar à vida – o que é que deixamos entrar e o que é liberado?

Fechando-nos indiscriminadamente, nos leva à doenças, dor, sofrimento e, finalmente, à morte, e certamente, como se decidíssemos não comer, porque não gostamos de certos alimentos.

Aprender a abrir a vida e a discernir leva à vitalidade, alegria e uma vida, esta que nossa alma planejou. As pessoas não morrem de velhice. Eles morrem de estar “cansadas da vida e fechando-se para o fluxo de vida”.

Pretendo continuar abrindo o fluxo da vida, permitindo que ela me alimente, me cure e me traga novas e felizes oportunidades. Você também pode!

– – – – – – ———————————————————————

Aqui estão algumas dicas nesta semana para manter-se aberto à vida nesta semana, mantendo apenas o que você quer na sua experiência:

  1. Aprenda a discernir

Se algo parece bem para você agora, está certo, agora. Se não o faz se sentir bem, agora mesmo, não está certo, agora. É importante notar que o discernimento é sobre o “agora”. Hoje eu posso desejar vegetais. Amanhã eu posso querer carne. Hoje eu posso querer me relacionar com uma pessoa que tenha sido indecorosa comigo. Anos depois, talvez ambos cresçamos. Hoje eu não sinto vontade de assistir as notícias. Alguns dias, de repente eu assisto. Existe um propósito para tudo.

Se você ouvir seu próprio coração e seus próprios sentimentos, você sempre saberá o que é certo para você, agora mesmo.

  1. A falta de clareza significa “Não, agora não”.

Se você não tiver certeza do que fazer, ou não sabe se algo é ou não é bom para você, aguarde mais orientação.

Por exemplo, você pode querer sair de carro, mas você não sente vontade de fazer isso agora. Cinco minutos depois, uma nuvem se levanta e você sente vontade de ir. Você pode simplesmente ter evitado um acidente ao ter esperado por maior clareza.

Eu não tinha certeza sobre a compra de uma casa que havia gostado, mesmo que ela não fosse perfeita. Eu não conseguia decidir se deveria ou não colocar uma oferta e tentar pagá-la. Em vez disso, esperei, e comprei a casa que eu amo agora.

É melhor perder uma oportunidade do que saltar para outra que não parece ser claramente a opção certa. Nas palavras de um querido cliente com um delicioso sotaque sulista, “Oh! Pode ser “granizo ‘sim’ ou talvez ‘não’!”

  1. Se você fez uma escolha que lamenta, comece a corrigi-la imediatamente, voltando ao presente. O que é o certo agora?

É fácil se manter no passado, mesmo que seja com uma escolha que você tenha feito ontem. Há muito maior poder e alegria em se apresentar novamente, permitindo que a vida flua em você, e ver como se sente agora.

Por exemplo, comprei uma aula online que parecia maravilhosa. Adorei o instrutor. Parecia certo. Depois de assistir algumas aulas, percebi que não precisava disso. Meus padrões antigos teriam me criticado, resmungar sobre a a perda e me remoer – todas as coisas que nos afastam do fluxo. Em vez disso, sentei e respirei, lembrei que poderia obter um reembolso. Prontamente solicitei reembolso. Estava na minha conta no dia seguinte, não houve danos.

No ensino médio, consegui um emprego que soava divertido, mas depois do primeiro dia eu estava em lágrimas. Percebi muito rapidamente que não era para mim. Fui para casa, disse aos meus pais que eu precisava de um novo emprego e desisti. Um trabalho melhor se abriu logo depois.

Uma querida amiga assinou um contrato de trabalho para remodelar uma cozinha. Ela foi demitida no dia seguinte. Cancelar a remodelação da cozinha não a fez se sentir bem, mesmo que isso fizesse sentido, então ela esperou. Três dias depois, ela teve um novo emprego!

Nunca se prenda a uma escolha não amorosa. Apenas respire uma nova vida, solte o velho, enquanto exala e vê o que sente agora.

Espero que você tenha uma bela semana, respirando a vida e liberando tudo o que não lhe serve em cada exalação.

 

Direitos autorais

 Ann Albers

©2012 Ann Albers, All rights reserved

website: http://www.visionsofheaven.com/

Traduzido por Adriano Pereira

Manaus/Amazonas

blogluzevida@gmail.com

Seu comentário é muito importante para o Blog.

Deixe um comentário