Esoterismo e Ocultismo

SACERDOTES E SACERDOTISAS – As Amazonas

amazonas
Dhy Stellar
Postado por Dhy Stellar

 

As Amazonas ou as “Mulheres Deusas” – sacerdotisas extraterrestres pertenciam a uma raça de um mundo distante na Constelação de Ophiúchus dentro de uma galáxia em espiral, provavelmente a mais conhecida do universo e, a sua distância da Terra é de dois milhões de anos luz. Ela tem um núcleo oval com o formato de uma serpente com a sua cauda enrolada na forma circular espiralada e, por isso, que a energia da kundalini é representada por uma serpente.

É uma galáxia que tem um ciclo de cento e quarenta e quatro mil anos em forma espiral (enrolada) e outro mesmo período de tempo na forma esticada. Estica e encolhe conforme o pulsar das ondas eletromagnéticas tal como nosso Sol (tormentas solares), muda do formato esticado para depois ter novamente uma forma mais serpentina. É a única constelação próxima do nosso sistema que realmente recebe uma influência muito parecida com a da Terra.

Quando ela está no formato de serpente, todas as pessoas, principalmente as mulheres que vieram de lá têm sua capacidade mental talvez milhões de vezes mais elevada que o parâmetro normal.

As amazonas reinaram na região da Capadócia, situada na Ásia Menor. No séc. III a.C. já teriam atingido a Grécia, antes apenas eram conhecidas na Ásia Menor. Elas viveram também no sul da Rússia, Mongólia e Egito. Durante séculos as suas histórias povoaram os imaginários de Gregos e Romanos e mais tarde com Colombo o mito foi transposto para o Novo Mundo.

As amazonas também viveram no Brasil e existem vários relatos escritos de portugueses e espanhóis que depararam com elas, por isso o Rio Amazonas tem esse nome baseado na história dessas mulheres. A presença das famosas guerreiras na guerra de Tróia ficou como elemento importante do mito (temos alguns desenhos, algumas inscrições, de uma guerra dos Deuses, de uma batalha travada nos céus, com discos, anjos, homens com asas, roda dentro de roda, barcos voadores, tudo simbolizado em várias pirâmides de diferentes partes do mundo, e em muitos pergaminhos também, de quando tiraram aqueles que queriam se apoderar de uma maneira abusiva da população).

Também na Ilíada, Príamo recorda os tempos em que ele e os seus homens as combateram. O herói da Ilíada Aquiles travará um combate com Pentesiléa, rainha das Amazonas. Na Eneida de Virgílio (70-19- a.C.) poema épico fala-se da Guerra de Tróia e das Amazonas. Segundo os especialistas o mito das Amazonas encontra-se em todos os continentes, exceto na Oceania. Elas são dadas como certas na China, nas “ilhas misteriosas”, em relatos de navegadores árabes do séc. XI a XIII. Através do folclore da Escandinávia, da Rússia, da Boêmia, da África e das Índias.

A maior concentração das Amazonas – de sua civilização – que foi destruída pelo dilúvio bíblico está no Brasil. A bíblia diz que o Rei David foi buscar leite e mel (prata e ouro) nas terras de baixo. “O leite e o mel jorram com facilidade nos morros encontrados na região de um grande mar de água doce”. Este mar é o Rio Amazonas.

Podemos seguir o rastro de relatos da sua existência e concluir que as Amazonas impressionaram vivamente homens e mulheres de todos os tempos.

Encontramos indícios dessas sacerdotisas em várias civilizações antigas, porém as provas mais autênticas de sua existência foram excluídas, porque as lideranças da época queriam eliminar da face da terra o poder mágico que as mulheres possuem, e de tudo que foi ensinado.

Eram três linhagens, três tribos de mulheres, cada uma com suas características:

– as morenas que tinham como símbolo a espada;
– as loiras cujo símbolo era o arco e flecha;
– as ruivas com os símbolos da armadura/escudo.

As amazonas utilizavam essas ferramentas, não para batalha, pois tinham um controle de energia muito superior, faziam tudo pelo mental, sem a necessidade de utilizar armas, mas como queriam passar por mulheres comuns, deveriam ter uma identidade falsa para disfarçar, assim como outros mensageiros fizeram. Para representar a condição humana utilizavam essas ferramentas, pois teriam que passar por mãos comuns. Somente em casos extremos, utilizavam poderes e tecnologias trazidas de seu mundo.

Existem relatos de que todas as três linhagens vieram para as “terras de baixo”. Todas eram da mesma constelação, só que de planetas diferentes. Todas eram evolutivamente iguais, porém a missão era diferente para cada uma das linhagens. Com isso se fez a miscigenação total da terra juntamente com as outras raças.

Essas “terras debaixo”, ficam dentro da faixa de 19o de latitude N/S, ou seja, abrange toda a faixa da Amazônia. Quando o texto bíblico refere-se às “terras de baixo”, esta referência corresponde ao Brasil, exatamente na região Amazônica.

A energia das amazonas era pura (energia de virgem), mesmo tendo relações sexuais, seu campo energético neutralizava instantaneamente a energia do homem, ou seja, as amazonas tinham eternamente a vibração de uma virgem, ou seja, sem impurezas vibratórias.

O campo vibracional delas não tinha nenhuma mistura, não era mesclado como o campo vibracional normal de um homem ou de uma mulher. Elas conseguiam neutralizar suas energias, sua aura, conseguiam neutralizar qualquer energia negativa que aderisse ao seu campo vibratório.

As Amazonas possuíam várias faculdades que as possibilitavam manipular as Leis Universais, elas resplandeciam um magnetismo pessoal de tamanha natureza que através de um simples sorriso encantavam os indivíduos à sua volta. E, quando beijavam, não o beijo lascivo como é feito hoje entre homem/mulher, faziam que a energia vibracional do seu parceiro (sacerdote) direcionasse para o seu frontal e fixasse por um período de sete meses. Entretanto, eram raros os homens distinguidos por elas com este “ritual energético”, porque tinham que ser sacerdotes possuidores de habilidades extra-sensoriais.

Os homens sacerdotes também tinham a vibração de um homem virgem, sem impurezas vibratórias, o campo vibracional não tinha mistura.

Havia a necessidade física e biológica de uma atividade sexual, só que as Amazonas trabalhavam muito bem esta energia, não no sentido de sexo por sexo ou só mesmo por atração como hoje. Elas conseguiam neutralizar qualquer energia externa, cercando sua aura, protegendo-as de inveja, trabalhos de magia, forças ambientais que entravam no campo magnético, ou seja, elas neutralizavam tudo que pudesse impedir o correto direcionamento das energias.

Como a Energia das Amazonas era pura, mesmo tendo relações sexuais o seu campo energético neutralizava instantaneamente a energia do homem. Elas conservavam-se sem impurezas vibratórias, com o seu campo vibracional continuando sem misturas. Elas não faziam sexo pelo sexo, já que o sexo era apenas direcionado para o sentido sagrado da procriação, o que facilitava ainda mais a neutralização de qualquer energia negativa exterior com acréscimos energéticos em suas auras. Elas sabiam potencializar e direcionar a sua energia vibracional.

Elas tiveram a incumbência de reciclar a energia sexual, neutralizando para uma vibração mais pura, estabilizaram a Freqüência de Ressonância Schumann através de vibrações sonoras provenientes de suas cordas vocais na forma de canções e mantras ultra-sônicos. A entonação que criavam, vibrava na freqüência da harpa e gerava uma sincronia com tudo e com todos.

A energia vibracional das Amazonas e dos Sacerdotes é a soma de todas as energias, do medo, da insegurança, da inveja, do ódio, ciúme, carinho, amor, de tudo. É o conjunto de emoções direcionado em apenas um ponto, a coluna, representada pela serpente, a kundalini, que direciona a energia para o frontal.

Elas sublimavam tudo. A energia delas era muito além da nossa realidade porque elas tinham uma cabeça totalmente direcionada e tudo era feito de uma maneira sublime. São essas habilidades que faziam um diferencial gigantesco.

Precisamos aprender a neutralizar também a energia de outras pessoas (que agregam no nosso campo). E é essa reciclagem para a vibração do nascimento. A vibração angelical é a vibração de virgem. A nossa vibração é impura porque tem uma mesclagem de energia, que não é a vibração que tínhamos no nosso nascimento.

A vibração do nascimento ou de virgem (de uma sacerdotisa), cada um de nós terá que criar.

A vibração que deve ser criada no momento atual, é a mesma vibração que elas criaram antes para a vinda de Cristo. Segundo a bíblia, o calendário maia, e os seres extraterrestres, Cristo deve voltar de novo na Terra neste final dos tempos. As mulheres têm a incumbência junto com os homens (vibração de sacerdotes) de preparar vibratóriamente a humanidade para a vinda Dele. Para isto a energia precisa ser pura (de uma virgem), porque é a energia do nascimento, é uma energia que, se a pessoa tiver que usar as suas ondas mentais para atrair alguma coisa, não irá mesclar com outras vibrações que podem interferir no resultado. A vibração tem que ser uma, tem que ser da pessoa, vibração própria. Quando Cristo voltar, elas podem voltar juntas.

Nos dias atuais temos uma Santa Inquisição meio disfarçada. Podemos perceber que qualquer pessoa que se destaque com habilidades paranormais ou extra-sensoriais é difamada pela mídia. Os governantes também usam o método de elogiar e, logo depois atacam, para que a população não dê ouvidos a estas pessoas porque são elas que podem mudar a maneira de ver da coletividade, mudar a consciência delas em relação a sociedade atual, assim, continuam ditando as regras que vêm dominando a humanidade.

As Sacerdotisas Amazonas tinham uma energia especial, uma energia vibracional muito acima dos homens, mas como as lideranças da época não queriam colocar as mulheres como algo que complementasse, ajudasse na evolução humana, as informações sobre elas foram distorcidas. Elas eram difamadas como prostitutas quando se destacavam como alguém totalmente oposto ao que realmente era. Assim, a verdade sobre elas sempre ficou oculta.

A bíblia menciona apenas as 12 tribos (de 144 mil pessoas), enquanto a 13ª tribo ficou oculta em vários trechos e designadas como mulheres guerreiras, as mulheres habilidosas ou Deusas e Semi-deusas, porém não são citadas como uma raça, como uma civilização ou tribo.

As amazonas eram extremamente poderosas mentalmente, não havia nem a necessidade de armas para se defenderem. Elas nunca guerrearam como diz a história, mas tinham um limite de uso do seu poder para passarem despercebidas.

Todas as Amazonas Matriciais eram sacerdotisas, pois possuíam dons extra-sensoriais diversos que as permitiam manipular com facilidade as Leis Universais que vibram na 3a dimensão.

A freqüência das Amazonas também provocava mudanças na energia feminina. Elas manipulavam com perfeição a energia vibracional (energia sexual), a Kundalini.

Elas tinham um poder extraordinário de alquimia, de transmutação, magia e magnetismo pessoal, uma vibração muito especial. O ouro que possuíam nunca foi extraído da natureza, ele foi conseguido através dos seus trabalhos vibratórios com a alquimia de transmutação. A magia propagava uma energia de afinidade, de carinho em todas as pessoas, e o magnetismo atraia, sintonizava. Tinham a magia do sorriso, do olhar, da voz e do beijo.

Os olhos das amazonas traziam magia, uma força extraordinária, conseguiam “falar” milhões de palavras só com o olhar, se faziam entendidas, como um tipo de carisma, que conseguia atrair a atenção das pessoas, de multidões encantando-as. Conseguiam fixar, direcionar, conquistar ou mudar um pensamento para positivo das pessoas através da magia do olhar. Tinham o dom da visão, o dom de induzir as pessoas, influenciar tudo aquilo que deveria ser de uma maneira sempre positiva. Através do olhar induziam, mexiam, comoviam.

A boca das amazonas resplandecia um magnetismo pessoal de tamanho poder que através do seu sorriso encantavam as massas, era justamente o momento ideal de pacificar, amenizar as guerras, e promover união. Liberavam um magnetismo pessoal gigantesco para a humanidade, através da conversação, quando utilizavam a magia dos olhos e do sorriso, não havia ninguém no mundo que diria não a elas, não existia nada que pudesse impedir, mesmo que fosse uma decisão complicada, elas conseguiam encantar, atrair, mexer no campo eletromagnético das pessoas.

O beijo das amazonas, quando direcionado, fazia subir a energia vibracional do homem, que fixava totalmente na região frontal delas e mantinha-se assim por um período de 7 meses. Eram raros os homens que tinham esse privilégio (os homens-sacerdotes). O beijo é um dos meios em que se fecha todo o circuito, tendo uma sincronicidade, com isto todos os meridianos potencializam o magnetismo pessoal no frontal, é uma maneira da pessoa fechar todo o campo. Através do beijo elas produziam uma energia gigantesca, extraordinária, que todos os homens ficavam com o seu corpo resplandecente (luzes). Da mesma forma que Moisés quando conversou com Deus, o seu rosto resplandecia. São divindades e elas utilizavam isso como algo muito sagrado.

Muitos mensageiros de Deus realizavam milagres e curas fantásticas porque já sabiam e treinaram como mexer na vibração própria dos objetos, da água, da matéria e tudo mais. Se podemos alterar a vibração de uma matéria inanimada, mais fácil ainda é mexer com a mente humana, porque é a mesma sincronicidade, ou seja, a freqüência é semelhante. Quando Cristo Jesus transformou água em vinho, para ele seria muito mais fácil mudar a consciência das pessoas, mas ele precisava dar vários exemplos de como a mente atuava sobre a matéria.

As amazonas tinham dons semelhantes, as mesmas habilidades desses sábios e até hoje determinadas mulheres são detentoras de algumas potencialidades especiais. Quando as mulheres abandonam a razão em favor da intuição, dificilmente falham e jamais elas cometerão erros. Elas têm a capacidade extraordinária de perceber o emocional das pessoas, as preocupações, os momentos difíceis ou fáceis. Se alguém estiver mentindo elas até fingem, fazem vista grossa em relação à mentira para não criar uma situação ruim para a pessoa que está mentindo. Já os homens não, eles não têm essa habilidade de uma maneira ativa, precisam ativar e desenvolver. As mulheres têm essas habilidades gigantescas já de uma maneira automática, desde quando nascem, umas mais e outras menos. Umas desenvolvem pela vidência, pela intuição, tarô, cartas, búzios, dentre outros. Cada mulher tem uma modalidade de direcionar a sua faculdade mental.

As mulheres têm 37 canais mentais ativos enquanto os homens têm apenas 18. É por isto que o homem tem mais facilidade de sair da faixa de tolerância e tem mais necessidade de ficar concentrado.

Por isto também, elas só criavam meninas e apenas se relacionavam com os homens para fins de procriação, mas, só com aqueles que possuíam a freqüência de sacerdote para manter a pureza energética.

As Amazonas tinham o seguinte lema: “O filho do homem é a consciência humana”, porque se torna Deus. Jesus Cristo era o exemplo da consciência humana, da manipulação de energia, dos desejos e tudo mais, mas tudo foi distorcido, não divulgaram a verdade sobre Cristo, porque não queriam passar para a população o verdadeiro método de se conseguir ser deuses, semideuses, livres de fazer o que quiser, dentro de um respeito com outro ser humano.

A História e as lendas distorcem muito do que fizeram realmente. Elas tiveram como missão trazer Harmonia a Terra. O tempo em que habitaram este planeta deriva de um acordo, um compromisso assumido por elas.

Como conseqüência do ocorrido em Sodoma e Gomorra, houve o aumento da “densidade” de algumas partes do mundo, devido à má utilização da energia sexual pelos próprios “mensageiros” que vinham a Terra para dificultar, fazendo com que as pessoas não desenvolvessem suas habilidades.

As amazonas tiveram então a incumbência de reciclar essa energia (neutralizar) e produzir para o mundo uma vibração mais pura estabilizando a Freqüência de Ressonância Schumann no planeta através de suas vibrações sonoras derivadas de suas cordas vocais, com canções e mantras sonoros. A entonação de suas vozes nas canções, fazia vibrar na freqüência da harpa essa sincronicidade. As matriciais manipulavam essa energia com a maior facilidade e para que a mudança acontecesse, era preciso que o ser humano acompanhasse essa vibração, que era feita através da junção da voz e da melodia que sincronizavam com a freqüência das moléculas de água, e tudo que possuía água, como os humanos, as plantas e os animais, todos influenciados por esta vibração, equilibrando todas as suas partículas.

As moléculas de água possuem o formato tetraédrico, cujo formato gera energia eletrostática, que é a energia da vida. Essas mulheres vieram então para dar um equilíbrio, tanto que conseguiram modificar a vibração não só da água da terra, mas de toda a água do universo.

Alguns estudos indicam que a freqüência de vibração universal para todas as moléculas em sincronia com o cosmo é o formato tetraédrico, tanto que os cristais que revestem interna e externamente as pirâmides do Egito têm este formato, para sincronizarem com o Cosmo.

A vinda das Amazonas – em função de uma missão especial – foi mudar a vibração das pessoas, preparando-as para a vinda de Cristo.

A Bíblia relata que Abraão, independente de Sara, tinha um relacionamento com uma outra mulher e cita o nome dela vagamente (Agar – nome relacionado a Ashtar Sheran), essa mulher deu origem a uma nova nação. Esta nação tinha um número razoável de pessoas, filhos, filhas e descendentes. Dali saiu uma nova geração de Avatares.”

Todas as mulheres citadas na Bíblia (rainha de Sabá, Esther, Sara) são da linhagem das Sacerdotisas-Amazonas, propagaram a mensagem de Cristo, deixaram sua marca registrada na história, depois se foram, mas não morreram.

Como elas tiveram relações com os homens-sacerdotes, geraram filhos com eles. Esses filhos tinham uma genética pura, mas já não era diretamente cósmica, era da Terra. Esses filhos se relacionaram com outras, com índias, européias, dentre outras, desvirtuando, perdendo as características físicas e também as habilidades. A freqüência das Amazonas passou de geração a geração.

Maria Madalena foi uma sacerdotisa que dentre os apóstolos mais se desenvolveu vibratóriamente conseguindo alcançar níveis elevados de vibração. Ela despertou inveja, ciúme até entre os apóstolos. Seus ensinamentos fizeram com que muitos iniciantes chegassem ao grau mais elevado de evolução, até mesmo os apóstolos conseguiram desenvolver parte dos conhecimentos. Maria Madalena também tinha o poder vibratório da entonação de sua voz. Sua linhagem está ligada à sublimação, a transmutação, transformar o corpo em luz, a matéria em luz.

Maria (mãe de Jesus) também foi uma mulher especial, com uma genética totalmente diferenciada. Ela veio para gerar um filho que também tinha uma genética e condição especial.

Joana D´Arc foi uma descendentes direta das amazonas , da 3ª geração genética das amazonas, por isso tinha o poder das visões e da manipulação vibracional que interagia até mesmo na matéria, com efeitos físicos. Como era época medieval e ela oferecia perigo aos reis e imperadores, ela foi queimada na fogueira.

Outras mulheres também tinham a sua genética, como Cleópatra, Medusa, Ísis, Vênus (da mitologia – toda lenda tem um fundo de verdade) são mulheres que fizeram diferença. A última que fez essa diferença foi Joana D’Arc. Estas mulheres possuíam faculdades diversas.

Algumas mulheres herdaram sua genética pela miscigenação. Hoje em dia as mulheres que herdaram a sua genética, são as caucasianas. Muitas mulheres de hoje viveram na época de Avalon, encarnaram e reencarnaram, eram sacerdotisas, Amazonas, eram deusas e semideusas.

Existem outras descendentes no Brasil. Temos muitas pessoas com estas habilidades extra-sensoriais. Deixaram uma herança genética ou vibratória, conforme o grau de evolução ou linhagem da pessoa, através de certas habilidades, só que o condicionamento da 3ª dimensão não deixa que essas habilidades sejam afloradas.

Desde a época da povoação da Terra, a energia criadora, a energia feminina já tinha uma incidência muito forte, e agora na Era de Aquário – da energia feminina – é o momento das mulheres potencializarem em 150 vezes mais o seu campo mental. As mulheres têm 37 canais mentais ativos enquanto os homens têm apenas 18. Elas devem aprender a vibrar esta energia, desenvolvendo a capacidade de potencializar o seu poder de direcionar a sua energia vibracional, ao mesmo tempo em que desenvolve níveis mais iluminados de consciência.

As técnicas que as sacerdotisas utilizavam para fazer com que os homens fossem Deuses ou semi-Deuses, super-homens em nível de energia foram se perdendo com o tempo.

As lideranças religiosas e outras eliminaram todos os livros e pergaminhos que continham as “receitas milagrosas”, todas as técnicas poderosas que pudessem tornar o homem um Ser mais superior, garantindo um mundo sem guerras e competição como o que existe hoje.

Na história do Egito, as sacerdotisas treinavam os sacerdotes, pois são as mulheres que sempre deram a vida, que sempre geraram esse campo de energia e assim detinham o poder de preparar os sacerdotes para manipularem suas energias, motivo pelo qual foram discriminadas.

Vieram para dar estabilidade, mas muitos detalhes foram excluídos da bíblia, conforme o interesse dos governantes de algumas épocas, justamente para dar uma interpretação duvidosa e não deixar que a população tivesse uma consciência mais ampla.

As amazonas vieram antes das doze tribos para explorar o planeta e para imantá-lo com a energia do Amor/Harmonia. A serpente representa a supremacia da energia, simboliza a energia da kundalini, devido ao seu tamanho e a sua freqüência. Na bíblia, simbolicamente, foi a serpente que tentou Adão e Eva, por isso foi “amaldiçoada” devido a sua persistência em fazer com que cometessem o pecado. Será que realmente cometeram o pecado? A serpente representa a galáxia de origem das amazonas (energia feminina). A serpente citada na bíblia não é o réptil em si, e sim a energia feminina que veio para despertar e não para significar pecado.

A serpente é simbolizada como um réptil perigoso, mas de maneira alguma é negativa. A serpente é o símbolo de como as mulheres fariam a diferença aqui na terra, vieram para dar equilíbrio. A bíblia sofreu a retirada de muitas informações conforme os interesses dos poderosos de várias épocas, justamente para dar uma interpretação duvidosa e não deixar que a população tivesse uma consciência mais ampla. A serpente citada na bíblia não é um réptil simbolizando o “pecado cometido por Eva”, mas, o símbolo da Energia Feminina do Despertar. E, a pirâmide de Ku Kul Kan na Península de Yukatan no México projeta nos equinócios e solstícios a sombra de uma serpente. Esta pirâmide foi construída pela décima terceira tribo como também os templos que ainda estão escondidos na floresta amazônica e no Egito, que foram construídos pelos representantes de Sírius e também de Plêiades. A maioria dos Atlantes também venerava simbolicamente a serpente, porque a Constelação de Ophiuchus era um dos seus pontos de origem.

Algumas civilizações utilizavam a serpente como símbolo (dessa galáxia) da mesma forma que o símbolo de Leão, Peixes, dentre outros. No Egito, o leão representa não só a constelação (galáxia regida por leão) de onde vieram aqueles seres, mas também a Era de Leão – da Estrela Polar. Cada civilização tinha uma simbologia esculpida em pedras ou em outros materiais representando a galáxia de onde vieram e indicando as eras.

A Era de Leão foi a que mais marcou entre as outras. Foi nesta era, que construíram o templo-pirâmide de KuKulKan, no México. Foi na Era de Leão que vieram para preparar a vinda de Cristo. Cristo surgiu nessa época, com a influência da estrela polar. Foi uma parceria entre as 13 tribos. Os Atlantes também “adoravam” a serpente porque também era um dos seus pontos de origem (pelo menos a maioria).

No Brasil há um maior índice de descendentes dessas mulheres e desses sacerdotes, por isso que a incidência maior de aparições de UFOS está sobre o Brasil, de espiritualidade, de paranormalidade, porque essa mistura de deuses e semideuses, essa miscigenação favoreceu para que hoje tivessem pessoas com habilidades mais ativas, mais perceptivas. Só que o sistema imposto pelas lideranças religiosas, lideranças mundiais limitam ,fizeram com que as nossas capacidades fossem bloqueadas.

Muitos, de nós, têm esta freqüência vibratória, a freqüência genética das amazonas e dos sacerdotes. Todas as mulheres de hoje que são descendentes genéticas das Amazonas, que possuem pelo menos um grau da genética delas e todos os homens descendentes genéticos dos sacerdotes, têm a condição de realmente neutralizar e reciclar sua energia potencializando o seu campo.

As mulheres que tiverem uma fragmentação genética (descendência genética) do DNA das Amazonas poderão ser identificadas mediante comprovação científica através de mapeamento genético (laboratórios de genética no Brasil e fora do Brasil), que elas realmente pertencem a esta linhagem.

Os filhos das Amazonas com os Sacerdotes tinham uma genética pura, mas como eles foram gerados na Terra, esta genética/descendência já não era diretamente cósmica. E, como os seus descendentes sucessivamente foram procriando entre si, foram perdendo as suas características físicas e as suas habilidades paranormais, ficando apenas algumas habilidades extrasensoriais, que a densidade da terceira dimensão não lhes deixa que normalmente se aflorem.

Os homens herdaram em termos de habilidade mágica ou magnética, apenas a interação através da entonação da voz, no cardíaco das mulheres e na pituitária dos homens, que mexe com o ser humano através da oratória, da comunicação. Possuem facilidade de conquistar, de fazer com que as pessoas aceitem uma idéia, através de palestras, da comunicação geral, da persuasão, do convencimento, direcionamento, expressões de sentimentos, de fazer com que as pessoas consigam raciocinar unindo emoção. A comunicação, a capacidade de persuasão, de conversar, como se passassem certa emoção na voz, de convencer através da entonação da voz, é algo específico, faz parte da missão destes homens, de propagar, de direcionar, de passar um ideal para o restante do mundo.

São os homens que falam, que conquistam e conseguem persuadir, porque tem essa magia, só que não sabem que essa habilidade é herdada dessas linhagens. Sabem que conseguem persuadir, sabem falar com facilidade, mas mal sabem que tem essa freqüência ativa, de conquistar pessoas através da comunicação. Podemos perceber que grande parte pastores são homens, porque eles já têm o dom da palavra, a vibração sonora do homem é a única que mexe com o ser humano, assim como na política em sua maioria são homens. É raro ver alguma mulher na política, só agora estamos vendo alguma coisa aqui no Brasil. Na TV, atores, apresentadores e palestrantes, na maioria são homens que de uma maneira consciente ou inconsciente, na entonação de suas vozes, conseguem esta magia.

São faculdades que interagem na matéria, como Jesus Cristo, Moisés e outros que fizeram fenômenos, “milagres”, que são conseqüência das leis universais e modificações das vibrações dos elementos. Conhecendo os elementos, e interagindo com eles, se conhece tudo e se manipula muita coisa.

Os sacerdotes, os profetas e os avatares são as pessoas que tinham uma vibração muito próxima à delas e também se destacaram. Podemos verificar também a linhagem genética desses homens para ver quem ainda herdou algo desses povos, dessas civilizações.

Se o homem não tem nenhuma habilidade, nenhuma herança dessa civilização, não terá nenhuma conquista através da entonação de voz para grupo algum de pessoas, mas se no passado teve essa participação, desenvolveu essas habilidades, com certeza na vida atual terá muito sucesso através da comunicação, falando, através de fita de áudio, de vídeo, de televisão e de palestras. Foi o que aconteceu com as muralhas de Jericó que foram derrubadas através do som das trombetas, foi uma freqüência sonora. Outro exemplo: soldados que durante a guerra foram passar por uma ponte metálica e o compasso da marcha acabou entortando a ponte. Outras alterações de vibrações sonoras que contam a bíblia e outros experimentos da física (estourar copos, cristais, espelho). Tudo isso diz respeito à entonação de voz ou vibração sonora. Muitos são inconscientes, já nasceram com essa tendência.

As mulheres herdaram 3 habilidades: Magia do olhar, Magia do sorriso, Magia da canção. As que conseguirem desenvolver esses dons ou que já tenham desenvolvido conseguirão sucesso em tudo que elas quiserem (emocional, profissional, financeiro), em todos os setores, exceto na saúde. Essas habilidades são desenvolvidas através da energia da kundalini, da alquimia transmutativa.

Magia do Olhar : Existe uma técnica, um jeito da pessoa olhar para a outra, que faz com que as mulheres realmente consigam influenciar mentalmente uma outra pessoa, os animais e até mesmo interagir na matéria. Um dos pontos principais é não piscar antes da outra pessoa. Ao desenvolver essa técnica, as mulheres devem direcionar não somente para o sentimental, mas também para as informações, para ajudar as pessoas na ativação da memória, é o momento quando se diz mil palavras apenas através de um olhar.

A combinação do olhar com o sorriso resultam no sucesso, que garante o complemento da missão nos 2 sentidos: ajudar as pessoas, e revelar as verdades ocultas de uma maneira que venha beneficiar a humanidade.

Magia do sorriso e da canção: São mulheres que conseguem através de técnicas, polarizar o magnetismo pessoal em relação às outras pessoas encantando multidões. Algumas mulheres têm essa habilidade como missão e tem também uma facilidade de compor, de cantar, de encantar, mesmo que ela não tenha treinado uma entonação de voz, mas existem diversas maneiras de tirar benefício disso, independente de ser cantora ou não. As mulheres que tem a magia da canção, se conseguirem ajustar a sua entonação de voz para interagir na freqüência de vibração da água, sentir-se-ão sincronizadas com o universo, e a mudança será tão radical, que resultará na transmutação. Essas mulheres precisam aprender essa entonação de voz.

Estas mulheres têm uma ligação com as fontes universais, que juntamente com suas habilidades extra-sensoriais, indicam com certeza algum resquício, mesmo que distante, de uma fragmentação das Amazonas.

As mulheres se superam milhões de vezes, através da canção, do sorriso e do olhar, valores que precisam ser trabalhados, e algumas já estão manifestando suas habilidades e às vezes nem percebem.

Para aprender as habilidades das Amazonas, que precisa ser despertada, precisamos reciclar a energia vibracional, energia sexual. Não devemos encarar a energia sexual como uma simples atração carnal, de homem para mulher, mas sim como uma energia sublime, que potencializa e libera todos os canais.

Os homens precisam ter vibração de sacerdote ou de deuses e semi-deuses para ressonar essas habilidades. Os homens eram apenas de uma linhagem, enquanto as mulheres de três, por isso vamos encontrar maior número de mulheres com tais habilidades, porque a descendência e a miscigenação, após as matriciais terem partido, foi muito maior.

Hoje temos pessoas atormentadas por obsessores, cheias de vibrações negativas de inveja e ciúme, propagando essa energia para amigos e familiares, transformando a vida num caos.

A partir do momento que reciclamos esta energia e trabalhamos a nossa vibração, acontece uma sublimação, causada pela elevação vibracional conseguindo até mesmo fazer uma interação com Terra e com outras mentes. São técnicas que provocam uma vibração superior de semi-deuses.

Nas habilidades de efeitos físicos, entortar, quebrar, movimentar objetos, que uma pessoa faz, aproveita-se a energia sexual que se tinha armazenado naquele momento.

O fenômeno de entortar ou quebrar duas ou mais moedas chega a um ponto de esgotamento da energia. Somente a renovação da energia sexual será capaz de direcionar outra vez o fenômeno, porque ela é a soma de todas as energias, portanto capaz de produzir a energia taquiônica própria do pensamento (27 vezes mais rápido que a velocidade da luz).

A pessoa que deseja operar com energia da Kundalini, através da atividade sexual, terá necessidade de uma orientação e freqüência vibratória compatível com a dela. Em outras palavras, tem que haver afinidade química entre elas, sendo inútil buscar o mesmo resultado através de aventuras provocadas apenas por atração sexual.

Na realidade, trata-se da manipulação da energia vibracional, portanto mais magia do que efeito físico, e neste particular, comparando com os homens, as mulheres têm muito mais capacidade mágica. Os homens que despertarem para este trabalho, são os que tiveram extrema importância em etapas de vidas passadas e que trazem hoje uma grande bagagem de experiência. Mas muitos deles carregam uma impaciência, que só pode ser superada degrau por degrau. Principalmente o homem precisa trabalhar o lado da compreensão, não em relação à humanidade, mas sim a ele mesmo, cuidando da evolução própria, das energias, dos acontecimentos, dos contatos, etc..

A manipulação da energia vermelha – da energia de Cristo, da kundalini, da criação, é a energia pura da 3a dimensão. É um trabalho da energia vibracional e seguirá somente com as Amazonas. Os homens que fazem parte desse grupo são: os magos (poderes exotéricos), sacerdotes com energia de semideuses.

Nem todas as mulheres (sacerdotisas) serão fragmentos das amazonas, só que todas poderão fazer o uso de suas técnicas (Cristo passou pela mesma coisa para a reciclagem da energia). Tudo condiz com a nossa realidade de hoje, o que nós sentimos, aquela sensação de angústia, de saudade de alguém ou de alguma coisa que sentimos de vez em quando, está ligada a essas energias, a essas vibrações, a alguns segredos do corpo humano que elas manipulavam, que Cristo manipulava.

As Amazonas sacerdotisas e os mundos paralelos

A Era de Aquário que já estamos vivenciando é regida pela Energia Feminina e, portanto, é a Polaridade Negativa de Deus (a outra é o Masculino/Positivo) já Se manifestando em todo o Seu esplendor, com o objetivo de ampliar o nível consciencial da humanidade. As Amazonas, notadamente as suas Sacerdotisas, conheciam profundamente a manipulação das Leis Universais para a terceira dimensão, vibrando no Amor Puro com o intuito de moldar a consciência/razão e o corpo/espírito dos homens, deixando-os hábeis em suas faculdades mentais.

Para realizar a tarefa, estas poderosas alquimistas da kundalini precursoras da vinda de Cristo, tinham total controle e acesso aos Mundos Paralelos, de onde recebiam instruções e apoio, alterando o padrão vibracional do Planeta Terra. Elas possuíam facilidade de acesso às outras dimensões, seja através de portais ou pela própria inter-relação dimensional.

Por terem o necessário conhecimento cósmico para atuar na matéria, alterando seu padrão de redondo (a forma da terceira dimensão) para o padrão octaédrico ou o da sexta dimensão, as Sacerdotisas Amazonas possuíam padrão e vibração mental acelerada, que as permitia interagir não só com os Elementais, mas, de interagir também com os Guardiões de Portais e com seres de outras dimensões, que poderiam ter semelhança ou não com elas.

Entre estes Seres estão os Ultradimensionais de quinta dimensão, porém que interagem em todas as demais dimensões, alterando apenas seu formato, dependendo onde estão atuando. Na quarta dimensão possuem a forma oval, na quinta dimensão têm a forma discóide e na sexta dimensão apesar da forma compatível para ela ser octaédrica eles se apresentam na forma de trapézio. Eles são seres de elevada consciência, que voltaram a se manifestar fisicamente na Terra há cerca de sete a dez anos.

E, neste novo cenário que já descortina, receberemos também a ajuda dos dimensionais de polaridade negativa (mulheres) que conseguirem desenvolver os seus dons de sacerdotisas em sintonia com a Freqüência das Amazonas. Elas terão um papel fundamental neste novo contexto, porque aprendendo a decodificar/despertar as suas habilidades paranormais de sacerdotisas, que estão nelas latentes, mudarão no Planeta “Vivo” Terra a vibração molecular da água, estabilizando a Freqüência da Ressonância Schumann e, portanto, modificarão também os seres humanos, que possuem em seus corpos físicos, aproximadamente setenta por cento de água.

A mudança vibratória que será feita por estas sacerdotisas sintonizadas com a Freqüência das Amazonas, ativará/potencializará em nossos corpos físicos o GNA Divino, para que aumentando o nosso nível de consciência, nos percebamos como Unidade e possamos cortar as amarras energéticas do dualismo, que alimentando o “ego” através de nossas emoções, nos prende à terceira dimensão.

A entonação da voz das Amazonas

Conseguiam encantar, atrair multidões. A junção da voz e da melodia; ressonavam vibrações celestiais. Através da música, da melodia ou da variação da freqüência de voz (da entonação), conseguiam até hipnotizar as pessoas tanto homens como mulheres e animais. Conseguiam mexer com o campo eletromagnético de tal maneira que refletia na consciência e razão das pessoas, fazendo vibrar as células de uma maneira diferente.

Elas sublimavam tudo! Tudo delas era muito além da nossa realidade porque elas tinham uma cabeça totalmente direcionada, a humanidade deveria ser assim… tudo era de uma maneira sublime.

A criação das sereias foi baseada nas vibrações sonoras emitidas pela entonação das vozes das Amazonas. As sereias realmente existiram, foi uma criação dos Atlantes que não deu certo, pois o som emitido por elas causava a morte de quem ouvisse, inclusive delas próprias.

Esses controles vibracionais são semelhantes com aquilo que Jesus Cristo ensinou.

Os Sons Harmônicos no cotidiano das Sacerdotisas contemporâneas

A ondas sonoras têm um valor que via de regra não percebemos, ou não estamos de alguma forma atentos à essa questão, não importa se na forma de fala, canto, música ou dos vários sons que compõem o nosso cotidiano. Isso quer dizer que tudo o que falamos, o que cantamos ou os sons e a música que ouvimos, têm em si, uma dimensão energética.

Essa energia pode ser bem ou mal qualificada. Palavras são os sons dos pensamentos, todas elas têm sua identidade, sua própria egrégora.

Experimentemos ver em nós os diferentes sentimentos que nos causam as palavras: Dor. Corrupção. Injustiça. Ou então, Alegria, compaixão, Amor.

São sentimentos diferentes, têm qualidades diversas, nos impactam de variadas formas. A egrégora de cada uma se manifesta quando as pensamos e mais ainda quando as falamos.

Da mesma forma, a música e os vários sons aos quais nos submetemos diariamente produzem efeitos diversos. O que dizer de ouvirmos uma música cujos sons são produzidos por instrumentos ou vozes com timbres que não ferem nossos ouvidos, ao contrário, os acaricia com seu “calor”, “brilho” ou “textura sedosa”? Ou então, experimentarmos a estridência, ou a excessiva intensidade dos sons que estão presentes em muitas das músicas ou dos sons que ouvimos durante o dia? São experiências diferentes e qualificadas pelas diferentes egrégoras que mobilizam.

Experimentemos agora nos imaginar num show de Heavy Metal ou de Funk, ou ainda, presos num congestionamento de trânsito e mergulhados nos sons de buzinas, e depois, num concerto de música clássica, ou mesmo na natureza, ao lado de um riacho ouvindo o som da água e dos pássaros.

Geralmente não nos damos conta disso, mas sem dúvidas sentimos seus efeitos – excitação exacerbada, cansaço, irritação, nos primeiros; prazer, elevação e sentimento de inclusão e pertencimento ao Todo nos segundos.

Já dissemos, o som, muito mais do que pensamos ou sabemos, pode nos afetar, (des)organizando ou mesmo adoecendo ou sanando.

O nosso planeta é chamado “Azul” porque “lá de cima” dá para se ver toda a água que existe “aqui embaixo”. Se nos dermos conta de que também somos formados de 75% de água, poderemos aquilatar a importância da experiência do Dr Emoto.

Segundo Wayne Dyer, “Nós não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual. Nós somos seres espirituais vivendo uma experiência humana”.

Se o nosso corpo físico é praticamente constituído de água – o veículo da emoção – isso nos leva a pensar que se o mantivermos limpo, com a mente e as emoções equilibradas, ou seja, o mais próximo do que era em sua origem, poderemos vivenciar essa experiência espiritual/humana de uma forma muito mais proveitosa.

Se o som pode determinar a qualidade das moléculas da água, pode também ser uma ferramenta valiosa para nos levar ao reencontro da nossa harmonia de origem, se assim os desejarmos. Tal como a molécula da foto acima, podemos retornar à nossa nascente límpida e divina.

Se agirmos com amor, verdade, retidão, paz e benevolência, conseguiremos reestruturar nossas vidas, dando-lhes felicidade, saúde e beleza interior!

Conquistando a Freqüência da Neutralidade

A consciência da Unidade está na base da missão das Amazonas, que vieram ao Planeta pra trazer harmonia para a Humanidade. Utilizando diferentes recursos, como a magia do sorriso e do olhar e a vibração sonora de sua voz, preparavam os indivíduos para receberem a Energia Crística (chegada do Cristo). Assim, apesar de serem aptas a enfrentar qualquer guerra em função de seus poderes, elas vieram em missão de paz.

Ao longo da história da humanidade a energia das Amazonas se expressou através de inúmeras mulheres, que se destacaram pela liderança, pioneirismo, poder de realização e pureza de propósitos. Para conquistar esta pureza elas eliminavam todos os bloqueios emocionais, de forma que o contato com qualquer tipo de emoção não poderia tirá-las do equilíbrio.

Graças aos seus dons paranormais e sua capacidade de manipular as leis universais as Amazonas geravam a freqüência da Neutralidade, conseguindo com isto harmonizar seu próprio campo energético e equilibrar a freqüência vibratória de outras pessoas. Também com sua capacidade mental/vibracional as Amazonas/sacerdotisas preparavam energeticamente os Sacerdotes.

Os indivíduos/dimensionais que sejam fragmentos das Amazonas (polaridade negativa/mulheres) e dos Sacerdotes (polaridade positiva/homens) precisam desenvolver a freqüência da Neutralidade, pois alcançando essa condição poderão realizar o que se classifica como milagres. Milagre é, simplesmente, a correta manipulação das leis universais utilizando a freqüência da Neutralidade.

Estar na freqüência da Neutralidade é não se identificar com nada, é abandonar as exigências do Ego que necessita ser alguma coisa. O Ego precisa ser algo que possa ser comparado: muito ou pouco, acima ou abaixo, positivo ou negativo, forte ou fraco, bom ou mau, etc. As exigências do Ego são próprias da terceira dimensão. São decorrentes da dualidade, porém a Neutralidade elimina a dualidade. Assim é necessário não se identificar com nada. Para isto é importante a aceleração mental, que permite o “afastamento” parcial da terceira dimensão. É estar na terceira dimensão, ter consciência da mesma, mas expandir a mente de forma a acessar também outras dimensões superiores.

O estado de Neutralidade é um estado sem influências das emoções, pois emoção implica em se identificar com algo ou alguém e Neutralidade exclui toda e qualquer identificação. Sem identificação não há referências morais, estéticas, culturais, etc. Não há julgamento, há uma aceitação total a toda percepção do outro. Se você não se identifica você também não identifica o outro com nenhum padrão pré-aprendido.

Na freqüência da Neutralidade, com a consciência expandida, o dimensional fragmento de Amazona ou Sacerdote pode acessar outras dimensões e outros campos conscienciais, e assim harmonizar um grande número de pessoas ao mesmo tempo.

Devemos nos preparar para expressar a freqüência da Neutralidade e dessa forma acessar o Uno, a experiência da essência divina da Unicidade – Deus.

Para o treinamento da nova freqüência é preciso o exercício permanente de alguns aspectos:

Equilíbrio Emocional – Manter-se na faixa de tolerância do equilíbrio emocional;

Aceleração Mental – Estar alerta todas as horas do dia e cuidar para que sua freqüência cerebral não baixe;

Trabalho com o ego – Não se identificar, sair da individualidade e entrar na Unicidade.

Expansão da Consciência – Expandir a mente para aumentar a capacidade de percepção em todos os aspectos, sejam internos ou externos.

Equilíbrio Emocional

O fator mais importante para o equilíbrio emocional está na coerência entre o pensar, falar, sentir e agir. Esta coerência evita muitos sobressaltos que acontecem quando a pessoa não age de acordo com o que pensa, ou com o que sente ou fala. Da mesma forma gera sérios problemas emocionais a pessoa se obrigar a falar em desacordo com o que pensa ou sente. O exercício desta coerência vai se refletir em harmonia em todas as áreas da vida do indivíduo/dimensional.

Outro aspecto interessante do equilíbrio emocional é o distanciamento. Com o distanciamento é possível desenvolver a tranqüilidade necessária para avaliação da situação presente e escolha da melhor opção para a ação. Sem este distanciamento a pessoa sai da faixa de tolerância, sentindo revolta, medo, desespero ou depressão.

Aceleração Mental

A aceleração mental é conquistada com a realização das ativações e exercícios energéticos entre esses exercícios, os mais importantes são os que ajudam a direcionar/potencializar a energia vibracional ativa/kundalini para o chakra frontal.

Também é fundamental o estado de alerta, com constante atenção ao que acontece, tanto em torno da pessoa como interiormente. Isto implica na vigilância permanente dos pensamentos, das palavras e das ações. É bom enfatizar que esta vigilância precisa se estender também ao que é visto e ouvido, pois precisamos ser seletivos em relação ao que lemos e assistimos.

Trabalho com o Ego

O exercício permanente dos aspectos anteriores é básico para o trabalho com o Ego, porém os trabalhos mais eficientes são aqueles que realizamos nos nossos relacionamentos interpessoais. Nessas situações é que o Ego se torna mais exigente, preocupado com imagem, forma, competição, comparação, traição, apegos, ciúme, inveja, etc.

Esse trabalho leva-nos ao cuidado com o Eu Sou – eu sou isso, eu sou aquilo. Sempre que completamos esta expressão estamos nos identificando: eu sou bom, eu sou dimensional, eu sou Psicólogo, eu sou Moisés, eu sou um Gladiador, eu sou carente, eu sou ótimo, eu sou péssimo, etc. Melhor seria a pergunta/reflexão: Quem Sou Eu? Eu sou o que penso? O que sinto? O que falo? O que faço? Ou eu sou algo além de tudo isto, que ainda não se define?

A conquista na Neutralidade é acelerada com o aumento da consciência do quanto somos comandados pelo Ego, pois na medida em que tomamos consciência podemos reduzir ou eliminar esta influência.

Quando necessário, deveremos procurar ajuda profissional, de forma que este aspecto não prejudique sua evolução.

Expansão da consciência

Quando a consciência se expande, o indivíduo pode acessar outras dimensões de si mesmo, pois consegue perceber além dos limites de tempo e espaço com que geralmente convivemos. Quando atinge a Neutralidade é possível mergulhar no inconsciente coletivo e mesmo no planetário, obtendo informações que ajudam no crescimento individual e coletivo.

Para expandir a consciência é preciso antes de tudo conhecer-se bem; só o autoconhecimento resguarda o indivíduo de confundir seus próprios conteúdos com os da coletividade.

A partir dos ensinamentos, exercícios e exemplos apresentados pelos Dimensionais mais experientes, podemos nos inspirar para acionar esta freqüência e outros dons que herdamos das Amazonas e Sacerdotes. Esses dons estão guardados em nosso código genético e neste processo de evolução pessoal que atravessamos cada um deles vai sendo despertado na hora e no momento certo

em que nos mostramos prontos para utiliza-los.

O Despertar do Sacerdote

Antes de mais nada, devemos compreender que “Sacerdotes” eram os indivíduos que ao lado das Sacerdotisas Amazonas tiveram, além de outras, a missão de preparar a vinda de Jesus Cristo para nosso planeta. Para tanto, desenvolveram plenamente suas capacidades extrasensoriais.

Analisando o parágrafo anterior, podemos dispor algumas perguntas bem interessantes, que quando respondidas, mudarão o curso da nossa história, e o melhor, das nossas vidas… Vejamos:

1. O que são capacidades extrasensoriais?
2. Como estas capacidades foram e são desenvolvidas?
3. Quem é realmente Jesus Cristo?
4. Somos capazes de possuir tais habilidades extrasensoriais?
5. A história da humanidade realmente é esta que conhecemos?

Não iremos nos ater especificamente a cada uma das questões, contudo, será possível encontrar o caminho para responder uma a uma.

Por “despertar”, devemos compreender que é o momento em que alguém acorda para algo. Apesar de sua definição ser singela, seu significado pode estar cercado de mistérios.

Tratando do “Despertar do Sacerdote”, devemos compreender que se trata da caminhada evolutiva do mesmo onde, dia após dia, o “Sacerdote Adormecido” retoma sua verdadeira personalidade, estado vibracional e consciencial.

Neste momento, torna-se oportuno questionar o leitor: Você sabe quem você é? Você sabe o que você é? Qual seu verdadeiro papel neste planeta? Você conhece todas as potencialidades do seu corpo?

Os seres humanos vivem em sociedade. Nela trabalham, estudam, geram uma família, uma história. Mas será que conseguem ter espaço nesta sociedade para desenvolver o seu verdadeiro “Eu Interior”, a sua Essência? A resposta é óbvia. É claro que NÃO!

Neste mundo globalizado, estamos mais preocupados em abastecer nossos armários com alimentos, pagar as contas de telefone, luz, água, colégio, seguro do carro, etc, etc. Isto sem falar na preocupação de manter a saúde e o equilíbrio emocional. Acabamos ficando literalmente “viciados pelo sistema”. Trabalhamos como formigas em um grande formigueiro.

No entanto, ainda há uma esperança. Mesmo vivendo em um sistema caótico, o ser humano percorre inúmeras linhas de pensamento em busca da “verdade absoluta”, ou seja, aquela que realmente o direcionará para o Criador. Aquele caminho que possui as pedras firmes e seguras. No entanto, independente da filosofia a seguir, não podemos esquecer de princípios básicos aqui dispostos.

Tudo e todos que existem de visível ou oculto funcionam porque fazem parte de um “Todo”. Tudo faz parte da criação de uma mente onipresente, onisciente e onipotente.

Segundo Hermes Trismegistrus, este é sem dúvida o mais importante de todos os princípios, já que nele estão contidos todos os outros. O “Todo” é Incognoscível e Indefinível em si mesmo, mas pode ser considerado como uma Mente Vivente Infinita Universal.

Como conclusão, sendo o Universo Mental, e nós existindo na mente do “Todo”, como tais, somos seres mentais e criamos com a nossa mente, à imagem e semelhança do “Todo”. Talvez isto explique um pouco a nossa criação conforme a imagem e semelhança de Deus.

Tudo no Universo está conectado e em constante evolução. O “Sacerdote Adormecido” deve compreender o quão fantástico é pertencer a este “Cenário Cósmico” criado por Deus, no qual todos têm a oportunidade de evoluírem, voltando a Ele muito mais perfeitos do que quando partiram Dele.

A evolução é gradativa e possui infinitas fases. O despertar não é imediato, mas sim permanente e constante, como o desabrochar de uma rosa. Cabe ao “Sacerdote Adormecido” a responsabilidade de nutrir este processo. Apesar do ser humano estar “hipnotizado ou viciado pelo sistema”, ainda pode acessar a Consciência Una através de si mesmo, ou seja, através da “Intuição”.

Com o desenvolvimento da intuição, o “Sacerdote Adormecido” estará acessando uma via ilimitada de informações. Trata-se de uma conexão que poderá ser estabelecida com a Mente Superior. Não precisará pagar para isso, talvez nem sair de casa, mas apenas escutar seu “Eu Interior”. O exercício da intuição é o primeiro passo para iniciar o processo de despertar do Sacerdote.

Contudo, assim como um aluno precisa aprender diversas disciplinas no colégio, o “Sacerdote Adormecido” precisa estar ciente de que a intuição por si só não o levará a subir muitos degraus na escada evolutiva.

Nutrindo dia após dia a intuição, o “Sacerdote Adormecido” observará que necessitará manipular também as suas emoções, ou seja, terá que exercer o autocontrole emocional. Este autocontrole somente será exercido plenamente, quando o “Sacerdote Adormecido” conhecer cada uma das emoções e conseguir manipulá-las com sua mente.

Exercendo o autocontrole, o “Sacerdote Adormecido” poderá presenciar conscientemente os reflexos de cada emoção, seja no próprio corpo físico, seja no meio em que vive. Enquanto estiver neste plano terá, através da manipulação consciente das emoções, uma fonte inesgotável de energia vibracional. Munido desta energia, poderá experenciar outras realidades, como a atuação na matéria.

Como conseqüência deste autocontrole, do constante uso da intuição e da manipulação de energia vibracional, o “Sacerdote Adormecido” perceberá as inúmeras informações que receberá no seu dia a dia. Sua vida passará a ter outro sentido. Perceberá que com estas simples atitudes, passará a controlar o seu destino, seu presente e futuro. Terá consciência da lei da ação e reação, causa e efeito.

Toda a causa tem seu efeito, todo o efeito tem sua causa. Tudo acontece de acordo com a lei. O acaso é simplesmente um nome dado a uma lei não reconhecida. Há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à lei.

Nada no mundo acontece por acaso, tudo tem sua causa, e essa causa é o efeito de outra causa, e assim por diante, é uma cadeia circular infinita de causas e conseqüências. Caso existisse o acaso, ele destruiria o Universo. Nada acontece sem uma razão, mesmo se nós a desconhecemos, pois tudo é dominado pela Lei.

As massas, o povo, são levados para frente, seguindo os desejos e vontades dos outros, do coletivo onde as causas exteriores se tornam mais importantes do que a vontade própria. O verdadeiro “Sacerdote Adormecido” deve elevar-se acima da massa, exercitando a sua vontade.

Há milhares de anos atrás os Sacerdotes prepararam a vinda de Jesus Cristo. Sendo assim, poderíamos questionar que o atual “Despertar do Sacerdote” possui relação direta com o retorno de Jesus Cristo?

Com a resposta desta pergunta, poderemos trazer à tona as grandes verdades absolutas, que acabaram se tornando um dos mais fantásticos mistérios da humanidade.

Nada está parado, tudo se move tudo vibra. Nada nesse mundo está em repouso, tudo tem a sua infinita vibração. Embora algumas coisas pareçam estar em repouso, na verdade estão dentro de um Universo que não para de vibrar. A característica de um corresponde de certa forma, à característica de outro, e vice-versa.

Da mesma forma que Jesus Cristo esteve há milhares de anos atrás nos passando inúmeros conhecimentos evolutivos, estará novamente neste plano. Contudo, não será como antes.

Quanto mais elevada for a vibração, tanto mais elevada será a posição na escada evolutiva. Nas extremidades inferiores da escada estão as vibrações mais grosseiras da matéria, que parecem estar paradas. Ao subirmos alguns degraus da escada evolutiva, nos campos de vibração mais sutis, entramos em sintonia com “O Todo”, com a Mente Superior, recebendo assim os benefícios emanados.

Da mesma forma como o “Sacerdote Adormecido” busca evoluir dia a dia para tornar-se o verdadeiro Sacerdote, o Universo e a Terra também evoluem no mesmo compasso. No que tange ao Planeta Terra, para que a graduação ocorra, é necessário que a mesma passe pelo Cinturão de Fótons.

O Cinturão de Fótons nada mais é que um processo cíclico que permitirá a ascensão do Planeta Terra em termos dimensionais. Se o planeta vai ascender, o que estiver nele deverá ascender também, assim como o “Sacerdote”. É um processo lógico, mas não tão simples. Para que os habitantes evoluam nesse processo, faz-se necessário que haja uma evolução de consciência para que essa entrada na luz seja repleta de plenitude.

O Cinturão de Fótons é um dos veículos de transformação. O Cinturão de Fótons é o lar de Cristo. Fótons quer dizer luzes. O Cinturão de Fótons é composto de micro partículas de luzes e atua como se fosse uma hélice. É também conhecido como Nuvem de Fótons, são nuvens de micro partículas de cargas positivas.

Do ponto de vista científico, é o movimento do Sistema Solar ao redor do Sol Central (Alcyone). Ele vem da constelação de Plêiades (mesma constelação que vieram os Sacerdotes). Esse movimento cíclico, em sentido anti-horário ao redor de Alcyone, dura 25.860 anos para completar sua órbita. Durante esse tempo, nosso Sistema passa duas vezes pelo Cinturão de Fótons – uma vez para o norte e outra para o sul. A cada 12.560 anos uma parte dessa hélice passa em nosso Sistema e em outros também.

Presidindo tudo isso, está o Cristo e suas energias Crísticas. Se estivermos em harmonia com essas energias, à medida que o Cinturão de Fótons se aproxima, poderemos escapar de suas influências e da negatividade do Planeta.

O Planeta Terra faz parte de um grande Jardim Cósmico. Sem sombra de dúvidas não estamos sós, e a história que conhecemos está repleta de desencontros…

Aquele que sente no seu âmago proximidade com este assunto, provavelmente está atravessando o processo de despertar do Sacerdote.

Como mencionado anteriormente, a evolução é gradativa, o despertar não é imediato, deve ser nutrido pelo “Sacerdote Adormecido”. Tudo no Universo está interligado. Não somos formigas que trabalham sem pensar. Pelo contrário! Fomos feitos a imagem e semelhança do Criador, logo, também somos co-criadores.

Não fique parado esperando o mundo dar mais uma volta! Aproveite cada momento, cada emoção, cada intuição, para direcionar a sua caminhada rumo ao despertar pleno.

Semeie seu futuro e o futuro da humanidade a partir de agora! Desperte o Sacerdote que está adormecido!

Interaja com este Cenário Cósmico

Fonte: http://biluleaks.blogspot.com.br/p/sacerdotes-e-sacerdotisas.html

Seu comentário é muito importante para o Blog.

2 Comentários

Deixe um comentário